Publicado em Sem categoria

SEM TÍTULO

eu peguei um pedaço seu naquele episódio de star wars

outro talvez tenha vindo nárnia

e ainda outro se perdeu em meio a tantas cenas

o caribe era pequeno de mais para as nossas aventuras de filmes pirata

os vingadores se tornou romance

e você logo veio com o senhor dos anéis para me fazer a garota mais feliz

não havia nada que uma sessão da tarde não resolvesse

nada no nosso amor me prendeu a Nicholas Sparks

e ele se fez ano a ano como as grandes sagas

o que seria da cena de luta sem a trilha sonora?

ah, meu bem, você é o filme que me arrependi de não ver no cinema

é o trailer que acabou com a minha pipoca

é a legenda das minhas falas

 

P.S.: Eu te amo (e talvez sentimentos não sejam tão fáceis de mudar)

 

 

(Notas da autora: Isso é uma coisa que eu escrevi, não é um poema e nem uma história…)

Publicado em Sem categoria

Quem

Gostaria de poder ouvir você ou alguma pessoa dizer

Aquilo que pude ver na noite de ontem

Mas se o Lúcio sabe e afirma

Não sou eu quem vai descrer

Só não pense que eu sou como aquele certo alguém

Que fala, fala e reafirma

Porque não tem nada à oferecer

 

Publicado em Confusões

E só

As palavras chamam
e suas queimaduras
ardem

Os fumantes tragam
e suas lembranças
queimam

Os diários formam
e suas palavras
lembram

As lágrimas caem
e suas gotas
evaporam

Publicado em Sem categoria

Suicídio

Todo dia briga
Toda hora intriga

E quando cantar não alegra
e chorar não alivia,
o corpo se entrega
a essa magia

20 minutos de paz
eu não consigo
rumo à eternidade
eu sigo

Fico a me perguntar:

Porque toda vez que estou na janela,
pronto pra me jogar,
a morena surge na dela,
pronta pra me julgar?

E quem sabe sua luz
faça juz
ao seu olhar

Publicado em Confusões

Diagnóstico

É muito longe, minha futura casa

E passou por mim veloz, meu futuro carro

Então voa muito alto, aquela minha viagem

E ensurdece, meu futuro show

Brilha tanto que cega, minha futura Igreja

Perdeu em disparada, meu futuro candidato

Morreu de amores, meu futuro marido

E de tanto pensar fui ao psicólogo

O dignóstico: medo de altura

Publicado em In love

Em algum lugar

Ele ali, parado, olhando a menina

Ela lá, balançando como uma criança

Ele pensando mil coisas sobre ela

Ela sentindo o vento sem pensar em nada

Ele tentando dar metade de sua vida à ela

Ela completa

 

Ela viu o banco e sobre ele um rapaz

Ele buscava disfarçar

Ela buscava observar

Ele quis olhá-la novamente, olhou

 

Naquele dia eles se cruzaram

Seus olhos se cruzaram

Seus corações se cruzaram

Ele se completou

Ela transbordou

 

Mas ele era incompleto

Deu tudo pela metade esperando receber a sua parte

E ela era completa

Se entregou por inteiro esperando mais dele

E esperar nunca é bom

 

Ela recebeu de menos

Ele recebeu de mais

Mas se tem uma coisa que eu te digo

É que o truque do cozinheiro

Não tem medidas certas

Às vezes, o olhometro dá certo

Publicado em Sem categoria

Pequena menina

No meio da rua mora a menininha

Esquecida menininha

Pobre menininha

 

Você nem aguenta mais comer e passa fome a menininha

Esquecida menininha

Faminta menininha

 

Você nem sabe qual roupa escolher e sem roupa à menininha só resta se encolher

Esquecida menininha

Passa frio a menininha

 

Você nem sabe com o que decorar seu apartamento, mas a menininha sabe o jeito certinho de montar o barraco

Esquecida menininha

Esperta menininha

 

Você reclama que não tem notas por isso ou aquilo, mas a menininha nunca foi à escola

Esquecida menininha

Analfabeta menininha

 

Você diz que isso é longe da sua realidade

Mas a menininha mora na rua

A menininha mora na sua rua

Esquecida menininha

Invisível menininha

Publicado em Sem categoria

Então é natal?

Natal é época de paz, harmonia e alegria

(o resto do ano não)

Natal é época de presentear quem você ama

(o resto do ano não)

Natal é época de rever a família

(o resto do ano não)

Natal é época de decorar a casa toda

(no resto do ano tanto faz)

Natal é época de dar atenção às crianças

(no resto do ano elas não precisam)

Natal é época de perguntar se vai bem e como andam as namoradinhas

(o resto do ano é pra falar mal das suas respostas nesse dia)

Natal é época de perguntar se é “pavê ou pacumê”

(no resto do ano não precisa fazer brincadeirinhas que perdem tempo)

Natal é época de mostrar sua opinião política

(no resto do ano não existem políticos)

Natal é época de solidariedade

(o resto do ano não)

Quem dera o resto do ano pudesse ser natal…

Publicado em Sem categoria

Marionete Revolucionária

Você causa sem saber a causa

Ou seriam causas de mais?

Apanha por bobeira sem saber deixar de apanhar bobeiras

E quantas vezes apanhamos da lei?

Sua gargarnta arranha num arranha céu

Arranhar é  estar próximo do céu?

Mas o seu peito forma de alguma forma um pequeno homem

E tem alguma forma de escapar?

 

Quem vive na época da Revolta do Vinagre vive seduzido

Veja que globo colorido!

É tanto pão e circo que posso entender seu gosto pela cultura romana

 

E você não se ocupa das ocupações

Você não se opõe às oposições

Porque você só se manifesta quando convocado

E você só grita quando convocado

Afinal, eles mostram todas as corrupções na tv, pode confiar

E só vê quem quer, o que querem que seja visto

É  crise mundial, é crise nacional, é crise existencial

E o controle remonto nunca controlou tanto nossas vidas

 

 

Matrix e Star Wars: me divertem por estarem tão longe, me assustam por estarem tão perto